Sustainable Plastics
Data de início
01 Set 2022
Estado
Em curso
Pessoas
427
Custo
39.16M
Entidades
2

O projeto SUSTAINABLE PLASTICS pretende ser a Agenda Mobilizadora para os Plásticos Sustentáveis em Portugal, capaz de alavancar a transição do setor para uma economia verdadeiramente circular. Surge de uma iniciativa da APIP, liderada pela LOGOPLASTE INNOVATION LAB, e pretende mobilizar o setor privado, as autoridades nacionais, as universidades e os cidadãos, contribuindo para os objetivos da Economia Circular Europeia. A iniciativa assenta sobre três pilares:

•A redução de emissões de gases com efeito de estufa (GHG)

•Maior eficiência de recursos

•Criação de emprego

Atendendo à complexidade da cadeia de valor da Indústria dos Plásticos, que envolve um número muito alargado de Partes Interessadas (e.g. produtores de materiais plásticos e matérias-primas, transformadores, fabricantes de máquinas e equipamentos, brand-owners, retalhistas e distribuidores, agentes da gestão de resíduos, entre muitos outros), tornou-se essencial promover a criação de um ecossistema de inovação capaz de envolver todos estes agentes económicos, assim como os consumidores, no sentido de endereçar os desafios que a Economia Circular apresenta.

 

Os objetivos do SUSTAINABLE PLASTICS são:

 

•Introduzir no mercado 21 produtos inovadores – que aportam valor para a Economia Circular dos Plásticos e consumidores

•36 novas patentes – registando avanço tecnológico e científico

•Publicações de caráter científico – partilhando conhecimento a nível nacional e internacional

•Redução de 30% na emissão de gases com efeito de estufa associadas aos processos produtivos

 

Espera-se que até dezembro de 2025, esta Agenda envolva cerca de 427 recursos humanos

altamente qualificados nos domínios das ciências, engenharias e tecnologia, promova mais de

80 ações de formação e permita criar novos postos de trabalho.

 

O SUSTAINABLE PLASTICS propõe um montante de investimento global de 39.161.831,64 € (trinta e

nove milhões, cento e sessenta e um mil, oitocentos e trinta e um euros e sessenta e quatro

cêntimos) e receberá uma contribuição nacional de 24.447.875,19 € (vinte e quatro milhões,

 

quatrocentos e quarenta e sete mil, oitocentos e setenta e cinco euros e dezanove cêntimos), e estará concluído e com resultados concretizados até 31 de dezembro de 2025.

Interesses de cooperação e coopetição Investigação & desenvolvimento
Temáticas de cooperação e coopetição Economia circular
Etiquetas
  • Economia Circular
  • industria verde